Monday, July 26, 2004

Palestras espíritas

Já frequento centros espíritas há alguns anos, com maior ou menor regularidade. Por razões diversas - mas principalmente, por mudança de residência ou trabalho - passei por vários centros, em cidades ou bairros diferentes. As pequenas diferenças ente um e outro já não me assustam, como a princípio, principalmente porque na maioria das vezes elas se referem a detalhes da forma, sendo que o espírito da doutrina permanece sempre o mesmo.

Uma coisa, porém, que me chama a atenção em praticamente todas as casas espíritas que frequentei, é o relativo descuido com o preparo das palestras. Não que falte boa vontade, ou mesmo a sensação de uma dedicação legítima ao tema e à Doutrina Espírita. O que ocorre às vezes é um despreparo básico, no sentido de definir um rumo claro para a palestra; objetivos bem definidos, começo, meio e fim.

Muitas vezes, vi palestrantes se perderem em meio ao tema, transformando uma palestra interessante em um monólogo cansativo e confuso; às vezes, por falta de preparo, o palestrante se permite sair do tema básico, deixando entrever nesta ou naquela frase a sua própria opinião, ao invés de um ponto de vista validado e sustentando pelas obras básicas da Doutrina Espírita. Outras vezes, fica impressão de que o palestrante está confiante na inspiração de seus amigos e guias, que o sugestionam e orientam dentro do tema de acordo com as necessidades do momento. Porém, considero que (com exceções justas), é dever do palestrante se preparar para este momento, da mesma forma que o faz se tiver que apresentar um trabalho de escola, ou em um encontro profissional. (Diga-se de passagem, palestras espíritas não são as únicas a sofrer com este fenômeno. Sermões de igreja, sejam católicos ou evangélicos, também sofrem da mesma forma, muitas vezes pela repetição de dogmas por ministros que não compreendem ainda corretamente os próprios princípios por trás do assunto em questão).

Pensando nisso, pensei: porque não organizar material de referência, como o do CVDEE, ou de outros sites similares, de tal forma a facilitar a organização e preparo de palestras espíritas? Por exemplo, dado um tema, poderia ser proposto um esquema para sua apresentação; indicar as leituras de preparação, os problemas mais relevantes dentro do tema, e mesmo antecipar perguntas da audiência. Para amarrar tudo, um bom esquema de divulgação entre os centros, visando a preparação adequada dos seus palestrantes.

Acho que nada disso que está proposto aqui é revolucionário, pelo contrário: está de acordo com os princípios básicos da Doutrina Espírita, que coloca para cada um de nós a necessidade nos prepararmos adequadamente para a prática do bem; e na verdade, talvez já seja prática comum, seja na forma proposta ou em outra melhor ainda, além do que eu consigo imaginar neste momento. Também admito que talvez minhas impressões sobre o tema sejam apressadas, ou preconceituosas; mas o sentimento que me anima, neste caso, tem bases legítimas, ainda que fundamentadas na minha própria opinião pessoal. Espero poder colaborar neste sentido.

4 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Olá Carlos,
Concordo com vc em gênero, número e grau com relação à necessidade de maior preparação das palestras. Pois bem, pensando nisso, criamos um grupo para expositores espíritas, no qual estamos juntando material para estudo e discussão em torno do tema.
Gostaria de lhe convidar e aos seus leitores que venham conhecer o grupo "Expositores Espíritas" (http://br.groups.yahoo.com/group/expositores/).
Muita paz,
Frank (lywpop@hotmail.com)

11:15 PM  
Anonymous Anonymous said...

Prezado Carlos
Concordo com suas colocações. Faço parte de um grupo de espíritas de vários estados do Brasil que está se preparando para ser palestrante- com um curso on-line do ABRADE Oratória. Se ainda não conhece, veja no site www.ABRADE Oratória.org.br ou contate-nos no grupo
- abrade-oratoria@grupos.com.br
Um abraço
Paz e Luz.
Lourdinha Romanelli
Grupo Fraterno Irmão Eustáquio
Belo Horizonte/MG

1:12 PM  
Anonymous claudio dos santos said...

ola Carlos é uma verdade oque vc diz, sinto isso na minha casa,sou diretor espiritual do nucleo de ensino espiritual umabnda nova era caboclo mata verde e tenho procurado ter essas preocupações quando vou dar uma palestra, sempre me preparo realmente como um trablho de escola e me coloco sempre no lugar de quem vai ouvir a palestra.muitas vezes gravo antes para poder ter uma noção de como vai ser o resultado, anotando tempo, o começo o meio e o fim isso tem me ajudado bastnte a melhorar o nivel das palestras,inclusive quando uma entidade vai dar a palestra ela coloca no meu mental e descutimos os pontos basicos e tem dado resultado, adorei seu tem a,um abraço www.umbandanovaera.com.br visite ok?

10:45 PM  
Anonymous Anonymous said...

Caro amigo, louvável sua preocupação. Faço votos de que possa contribuir bastante conosco -oradores espíritas. Conte com nosso apoio, caso precise de algum material ou pesquisa. Não podemos admitir aventuras no campo da exposição doutrinária, há pessoas que buscam ali uma fonte segura! E quem faz uso da palavra em estudos e na oratória espírita em geral deve levar em conta que é o Evangelho vivo. Paz e boa sorte!
Gutemberg (Valença - RJ) Centro Espírita Joana D'Arc. (gutosom22@oi.com.br)

10:16 AM  

Post a Comment

<< Home