Wednesday, August 22, 2007

O tempo passa...

Faz mais de dois anos que postei nesse blog pela última vez. Muita coisa mudou na minha vida desde então. Minha situação profissional mudou muito, exigindo muita atenção minha; isso ajuda a explicar um pouco a ausência. Mas esse não é o único motivo. Vale a pena falar um pouco sobre isso.

Em 2005, eu estava dividindo meu tempo ainda entre a consultoria em software (especialmente em Python) e o trabalho de projetos de redes. Estava muito envolvido com a comunidade de software livre, e foi aí que ocorreu uma coisa curiosa. Os detalhes não vem muito ao caso, mas conversando com um programador (que eu respeito muito, e que é bastante reconhecido na sua área), entramos no assunto de religião. Ele sempre falava muito de Jesus, igreja, etc. , e eu achei legal o jeito dele tocar no assunto. Mesmo tendo religiões diferentes, senti um certo respeito, e comentei com liberdade que eu era espírita. Depois disso, ele simplesmente não respondeu mais emails meus.

Coincidência? Talvez. Mas eu duvido. Isso ficou na minha cabeça... é o problema de "se expor" na Internet. Por um lado, eu não tenho vergonha de assumir minha religião e falar dela com seriedade. Por outro, não há como negar que isso pode ser um "handicap" em certas situações. Entendo que por isso, muitos espíritas jamais entram no assunto de religião com outras pessoas - para evitar discussões, etc.

O que fazer? Não tocar no assunto é sinal de medo? Devemos assumir nossas posições, ou respeitar os outros implica em manter uma postura mais discreta? Não tenho opinião fechada sobre o assunto. Vendo o tempo que passei sem postar, achei que já estava passando a hora de voltar. Quem sabe agora consigo me manter, com mais firmeza, e mais disciplina, post por post nesse blog.

1 Comments:

Blogger semuller58 said...

Prezado irmão em Cristo.
Tomo a liberdade de fazer este comentário, pois a verdade é que, algumas pessoas, acham que ser espiríta, é, como uma doença transmissível, o que não é verdade.
Pois na realidade, todas as direções, são iguais, DEUS. É só uma questão de local.
Atenciosamente,
Sandra Elisa.

10:04 PM  

Post a Comment

<< Home